Aqui você vai conhecer as mazelas que impedem o Poder Judiciário brasileiro de desembainhar a espada da severidade da justiça para cumprir a função precípua da aplicação coativa das leis. Sem justiça, as leis não são aplicadas e deixam de existir na prática. Sem justiça, qualquer nação democrática capitula diante de ditadores, corruptos, bandidos, rebeldes, justiceiros, imorais e oportunistas. O Brasil precisa de uma justiça coativa, proba, célere, séria, confiável e comprometida com as questões nacionais, de direito e de ordem pública, integrada no Sistema de Justiça Criminal.
- Veja no rodapé deste blog a justiça que queremos e a que não queremos no Brasil

terça-feira, 17 de janeiro de 2012

COAF LEVANTA MOVIMENTAÇÕES ATÍPICAS

Coaf faz levantamento sobre movimentações financeiras consideradas atípicas no Judiciário. JORNAL NACIONAL REDE GLOBO, Segunda-feira, 16/01/2012

Os dados mostram que em 10 anos, entre 2000 e 2010, quase 3,5 mil juízes e funcionários de tribunais de todo o país movimentaram mais de R$ 850 milhões em transações consideradas atípicas. No TJ de São Paulo, as operações somam quase R$ 170 milhões.

Nenhum comentário:

Postar um comentário