Aqui você vai conhecer as mazelas que impedem o Poder Judiciário brasileiro de desembainhar a espada da severidade da justiça para cumprir a função precípua da aplicação coativa das leis. Sem justiça, as leis não são aplicadas e deixam de existir na prática. Sem justiça, qualquer nação democrática capitula diante de ditadores, corruptos, bandidos, rebeldes, justiceiros, imorais e oportunistas. O Brasil precisa de uma justiça coativa, proba, célere, séria, confiável e comprometida com as questões nacionais, de direito e de ordem pública, integrada no Sistema de Justiça Criminal.
- Veja no rodapé deste blog a justiça que queremos e a que não queremos no Brasil

terça-feira, 17 de abril de 2012

COM 5,7 PONTOS, JUSTIÇA GAÚCHA É A MAIS CONFIÁVEL DO PAÍS

Poder Judiciário. Justiça gaúcha se mantém como a mais confiável do país, aponta levantamento. FVG realizou 11 edições da pesquisa — o Estado ficou à frente em oito delas - 16/04/2012 | 19h54

O mais recente levantamento da Fundação Getúlio Vargas (FGV) aponta, novamente, a Justiça gaúcha como a mais confiável do Brasil.

Com um índice de 5,7, pontos — em um total de 10 —, os entrevistados do Rio Grande do Sul e do Distrito Federal são os que mais declararam confiar na Justiça. A pesquisa foi realizada nos meses de outubro, novembro e dezembro de 2011 e abrangeu 1.550 pessoas.

Desde 2009, a FGV divulga trimestralmente o Índice de Confiança na Justiça (ICJBrasil). Dos 11 levantamentos realizados, o RS atingiu o ICJ Brasil mais elevado em oito deles. Nos demais, ocupou o segundo lugar. A média nacional foi de 5,3 pontos.

A avaliação leva em consideração dois quesitos: o de percepção, que mede a opinião da população sobre a Justiça e a forma como ela presta o serviço público; e o de comportamento, que analisa a população, se recorre ou não ao Judiciário para solucionar seus conflitos.

COMENTÁRIO DO BENGOCHEA - 5,7 pontos em 10 para a melhor justiça do Brasil, numa média nacional de 5,3 pontos, é um indicador baixo diante da importância da justiça na vida e convivência das pessoas. O sistema judicial e o judiciário brasileiro precisam ser repensados e reformados, com urgência. É de lamentar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário