Aqui você vai conhecer as mazelas que impedem o Poder Judiciário brasileiro de desembainhar a espada da severidade da justiça para cumprir a função precípua da aplicação coativa das leis. Sem justiça, as leis não são aplicadas e deixam de existir na prática. Sem justiça, qualquer nação democrática capitula diante de ditadores, corruptos, bandidos, rebeldes, justiceiros, imorais e oportunistas. O Brasil precisa de uma justiça coativa, proba, célere, séria, confiável e comprometida com as questões nacionais, de direito e de ordem pública, integrada no Sistema de Justiça Criminal.
- Veja no rodapé deste blog a justiça que queremos e a que não queremos no Brasil

terça-feira, 6 de setembro de 2011

LÍDER REJEITA AUMENTO DO JUDICIÁRIO


POSIÇÃO DO PLANALTO. Líder rejeita aumento do Judiciário - ZERO HORA 06/09/2011

Ponto de controvérsia entre os poderes Executivo e Judiciário, o reajuste do Judiciário foi descartado ontem pelo líder do governo na Câmara, Cândido Vaccarezza (PT-SP). Ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) protestaram contra o Planalto na semana passada, depois de a proposta orçamentária encaminhada inicialmente pela presidente Dilma Rousseff ignorar o reajuste pedido pelos magistrados.

Segundo Vaccarezza, qualquer aumento será discutido em conjunto com as demais categorias do funcionalismo público.

O Judiciário quer até 56% de reajuste para seus servidores e 14,7% para os ministros do Supremo, o que elevaria o teto do funcionalismo de R$ 26,7 mil para R$ 30,6 mil.Os valores são considerados inaceitáveis para o governo. Os aumentos causariam um impacto de R$ 7,7 bilhões nos cofres públicos, nas contas do Planalto. Também há um outro projeto de lei pedindo aumento menor, de 4,8% para os ministros do Supremo. Mas nem esse conta com o apoio do governo.

DO LEITOR - Aumento forçado

Com a proximidade do julgamento dos envolvidos no mensalão e com tantos desmandos acontecendo, torna-se “mamão com açúcar” o Judiciário e o MP forçarem um aumento de salário que nos custará R$ 7,7 bi. É como tirar pirulito de criança. Maria Cristina Rocha Azevedo. Empresária – Florianópolis


COMENTÁRIO DO BENGOCHEA - QUE BOM SE FOSSE VERDADEIRA ESTA REJEIÇÃO DO LÍDER DO GOVERNO NA CÂMARA. IRÁ PASSAR, ATÉ PORQUE AUMENTANDO OS SALÁRIO DOS MINISTROS, AUMENTA O DOS CONGRESSISTAS. RELEIAM A MANIFESTAÇÃO DO LEITOR. É O TAL EFEITO CASCATA - TOMA LÁ...DÁ CÁ. E O POVO REAGIRÁ? NÃO.

Nenhum comentário:

Postar um comentário