Aqui você vai conhecer as mazelas que impedem o Poder Judiciário brasileiro de desembainhar a espada da severidade da justiça para cumprir a função precípua da aplicação coativa das leis. Sem justiça, as leis não são aplicadas e deixam de existir na prática. Sem justiça, qualquer nação democrática capitula diante de ditadores, corruptos, bandidos, rebeldes, justiceiros, imorais e oportunistas. O Brasil precisa de uma justiça coativa, proba, célere, séria, confiável e comprometida com as questões nacionais, de direito e de ordem pública, integrada no Sistema de Justiça Criminal.
- Veja no rodapé deste blog a justiça que queremos e a que não queremos no Brasil

domingo, 25 de março de 2012

SALÁRIO DE JUÍZES

Corregedora mira em ganhos extras. Eliana Calmon diz que CNJ vai expor a lista de “penduricalhos” pagos a magistrados estaduais - zero hora 25/03/2012

Crítica do que considera uma vocação para a impunidade entre os juízes brasileiros, a corregedora do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), Eliana Calmon, parte para uma nova empreitada contra o corporativismo no Judiciário: expor os ganhos salariais dos magistrados. O órgão prepara um cadastro dos penduricalhos dos juízes e desembargadores estaduais.

O índex vai revelar dados relativos a todos os tipos de verbas concedidos pelos tribunais de Justiça, benefícios e vantagens que fazem o contracheque dos juízes furar o teto constitucional.

– Nós queremos fazer um cadastro onde estejam registradas todas as verbas que são pagas aos magistrados – anunciou, na sexta-feira, Eliana.

O controle, disse a ministra, já existe na Justiça Federal, na Justiça do Trabalho e na Militar.

– As informações são públicas. Quem acessar está lá. Pode estar errado ou certo, mas está lá – acrescentou.

A uma plateia de 150 advogados que a interromperam com aplausos, ela relatou as dificuldades que enfrentou para fiscalizar o TJ de São Paulo. Em recado à ala da magistratura que não tolera sua ação, declarou:

– Em administração, não é o tamanho que mete medo, nem é o tamanho que dá grandeza. O que dá grandeza é a humildade de dizer que precisa de ajuda.

Eliana, que participou de reunião-almoço no Jockey Club, diz que a situação nos Estados é preocupante.

– Para que haja transparência nós vamos verificar (as verbas). Nos Estados temos encontrado essa diversidade de situação e aí vem a questão – afirmou.

Um comentário:

  1. num entendi nada voces num sabem explicar nada eu fiquei foi com mais duvidas pelo amor de deus ou de quem te cria! sejam mais claros

    ResponderExcluir