Aqui você vai conhecer as mazelas que impedem o Poder Judiciário brasileiro de desembainhar a espada da severidade da justiça para cumprir a função precípua da aplicação coativa das leis. Sem justiça, as leis não são aplicadas e deixam de existir na prática. Sem justiça, qualquer nação democrática capitula diante de ditadores, corruptos, bandidos, rebeldes, justiceiros, imorais e oportunistas. O Brasil precisa de uma justiça coativa, proba, célere, séria, confiável e comprometida com as questões nacionais, de direito e de ordem pública, integrada no Sistema de Justiça Criminal.
- Veja no rodapé deste blog a justiça que queremos e a que não queremos no Brasil

segunda-feira, 14 de maio de 2012

SALÁRIO ABSURDO

ZERO HORA - 14 de maio de 2012 | N° 17069

DO LEITOR

Os juízes do STF deverão receber, retroativo a 1º de janeiro, aproximadamente, R$ 32 mil. Um salário destes é um desrespeito ao trabalhador brasileiro. Principalmente àqueles que executam tarefas pesadas, desgastantes e perigosas.

A injustiça toma vulto ao contemplarmos o que ganha um soldado das Forças Armadas: R$ 800 por mês. Podendo ser menos ainda, devido a uma série de descontos.

Os deputados, por sua vez, prometeram reajustar o soldo dos militares. Mas continuam de braços cruzados.

E justamente num momento em que a pátria mais precisa economizar é dado um incentivo escandaloso a um grupo de privilegiados, que já vive num mundo de luxo e riqueza.

Cláudio Frederico Vogt, Militar – Porto Alegre

COMENTÁRIO DO BENGOCHEA - Não sou contra salários altos para juízes, se estes tivessem uma postura voltada à função precípua da aplicação coativa da lei para a preservação da paz social e do interesse público no Brasil. Sou a favor de altos salários para juízes se o Poder Judiciário tivesse orçamento capaz de nomear mais juízes e funcionários para aumentar o número de varas criminais e cíveis de modo a agilizar os processos, promover o transitado em julgado em tempo oportuno e aproximar a justiça do cidadão brasileiro. Sou a favor de altos salários para os juízes se o Poder Judiciário tivesse suporte financeiro para estruturar o poder e investir em tecnologia capaz de desburocratizar processos e ligações, impedir o corporativismo, criar Sistema de Justiça Criminal, exigir a aprovação da PEC do juiz de garantia, inibir a ganância salarial e fortalecer os tribunais regionais. E ainda defendo altos salários para os juízes, se o Poder Judiciário respeitasse a Constituição federal que prega a harmonia e igualdade entre os Poderes de Estado e tem umm dispositivo (artigo 37, inciso XII) que prevê o teto nos salários pagos pelo Poder Executivo e que foi alterado por uma PEC para satisfazer interesses.

Nenhum comentário:

Postar um comentário