Aqui você vai conhecer as mazelas que impedem o Poder Judiciário brasileiro de desembainhar a espada da severidade da justiça para cumprir a função precípua da aplicação coativa das leis. Sem justiça, as leis não são aplicadas e deixam de existir na prática. Sem justiça, qualquer nação democrática capitula diante de ditadores, corruptos, bandidos, rebeldes, justiceiros, imorais e oportunistas. O Brasil precisa de uma justiça coativa, proba, célere, séria, confiável e comprometida com as questões nacionais, de direito e de ordem pública, integrada no Sistema de Justiça Criminal.
- Veja no rodapé deste blog a justiça que queremos e a que não queremos no Brasil

segunda-feira, 14 de maio de 2012

ESQUARTEJADOR SÓ PEGA 13 ANOS

CRIME EM CAXIAS. Esquartejador tem sentença de 13 anos - ZERO HORA 09/05/2012

O autor de um assassinato que chocou Caxias do Sul não compareceu ao próprio julgamento ontem, mas mesmo assim foi condenado a 13 anos de prisão em regime fechado. José Carlos da Silva, o Baiano, 31 anos, confessou ter matado a marteladas e depois esquartejado o metalúrgico Joacir Toledo da Silva, 28 anos, em junho de 2004.

Como não se apresentou no Tribunal do Júri do Fórum, o julgamento ocorreu à revelia, isto é, sem a possibilidade do réu contestar a acusação.

COMENTÁRIO DO BENGOCHEA - Um crime hediondo como este onde o criminoso nem se presta a aparecer para o juri, a pena deveria máxima. Este bandido estará solto em poucos anos, após cumprir apenas 1/6 da pena. O crime compensa. Está na hora de instituir prisão perpétua com trabalho obrigatório para crimes hediondos. E que justiça é esta que leva 8 anos para julgar um crime?

Nenhum comentário:

Postar um comentário