Aqui você vai conhecer as mazelas que impedem o Poder Judiciário brasileiro de desembainhar a espada da severidade da justiça para cumprir a função precípua da aplicação coativa das leis. Sem justiça, as leis não são aplicadas e deixam de existir na prática. Sem justiça, qualquer nação democrática capitula diante de ditadores, corruptos, bandidos, rebeldes, justiceiros, imorais e oportunistas. O Brasil precisa de uma justiça coativa, proba, célere, séria, confiável e comprometida com as questões nacionais, de direito e de ordem pública, integrada no Sistema de Justiça Criminal.
- Veja no rodapé deste blog a justiça que queremos e a que não queremos no Brasil

quarta-feira, 15 de junho de 2011

15 ANOS DEPOIS - JUSTIÇA MANDA PRENDER CAUSADOR DE MORTE NO TRÂNSITO

Justiça decreta prisão do ex-jogador Edmundo por acidente que terminou com três mortos em 1995 - 14/06/2011 às 19h00m; O Globo

RIO - A Justiça expediu um mandado de prisão para o ex-jogador Edmundo, condenado em março de 1999 por um acidente de carro que terminou com três mortos e três feridos na Lagoa. O acidente aconteceu em dezembro de 1995. O juiz Carlos Eduardo Carvalho de Figueiredo, da Vara de Execuções Penais do Rio, rejeitou a alegação de prescrição do crime. Segundo o juiz Carlos Eduardo de Figueiredo, ainda não ocorreu o lapso temporal exigido pela lei.

O ex-jogador de futebol e comentarista esportivo foi condenado em 1999 a quatro anos e seis meses de prisão, em regime semi-aberto por homicídio culposo e lesão corporal culposa. A sentença que condenou o ex-jogador foi proferida pela 17ª Vara Criminal da Capital. Ele recorreu, mas a 6ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Rio manteve a decisão no dia 5 de outubro de 1999. Em 2007, o Superior Tribunal de Justiça (STJ) decidiu manter a decisão que negou a suspensão condicional do processo do ex- jogador.

Edmundo foi condenado pelas mortes de Joana Maria Martins Couto, que estava no carro do jogador no momento do acidente, e de Alessandra Cristini Pericier Perrota e Carlos Frederico Brites Tinoco Pontes, que estavam no outro veículo envolvido no acidente. O jogador também foi condenado pelas lesões corporais provocadas em Roberta Rodrigues de Barros, Débora Ferreira da Silva e Natasha Marinho Ketzer.

Três mortos. Polícia faz ação para cumprir mandado de prisão contra ex-jogador Edmundo. 15/06/2011 às 12h38m; O Globo

RIO - Agentes da Polinter realizam uma operação para cumprir o mandado de prisão expedido na terça-feira pela Justiça contra o ex-jogador Edmundo. De acordo com a assessoria de imprensa da Polícia Civil, inicialmente eles farão buscas em pelo menos cinco endereços do ex-jogador. Ainda de acordo com a Polícia Civil, Edmundo ainda não é considerado foragido. O GLOBO tentou localizar o advogado do jogador, Arthur Lavigne, por telefone, mas ainda não conseguiu resposta.(...)

COMENTÁRIO DO BENGOCHEA - É muito tempo para um caso transitar em julgado. Provavelmente conseguirá a prescrição deste crime.

Nenhum comentário:

Postar um comentário