Aqui você vai conhecer as mazelas que impedem o Poder Judiciário brasileiro de desembainhar a espada da severidade da justiça para cumprir a função precípua da aplicação coativa das leis. Sem justiça, as leis não são aplicadas e deixam de existir na prática. Sem justiça, qualquer nação democrática capitula diante de ditadores, corruptos, bandidos, rebeldes, justiceiros, imorais e oportunistas. O Brasil precisa de uma justiça coativa, proba, célere, séria, confiável e comprometida com as questões nacionais, de direito e de ordem pública, integrada no Sistema de Justiça Criminal.
- Veja no rodapé deste blog a justiça que queremos e a que não queremos no Brasil

terça-feira, 3 de agosto de 2010

INGÊNUA - Justiça abre de novo a saída de assaltante perigoso condenado a 36 anos e 5 fugas.


Papagaio ganha direito ao regime semiaberto. Cláudio Adriano Ribeiro é condenado a mais de 36 anos de prisão por roubo e latrocínio - Zero Hora, 03/08/2010.

Considerado um dos principais assaltantes de carros-fortes do sul do Brasil na década de 1990, Cláudio Adriano Ribeiro, 43 anos, o Papagaio, foi beneficiado ontem com a progressão para o regime semiaberto. Condenado a 36 anos e 11 meses de prisão por roubo e latrocínio, desde 1997 Papagaio fugiu cinco vezes do sistema prisional.

"Papagaio quer trabalhar, estudar e ficar próximo da família", diz advogada. Cláudio Adriano Ribeiro teve progressão do regime fechado para o semiaberto - Zero Hora, 03/08/2010.

Cláudio Adriano Ribeiro, o Papagaio, considerado um dos principais assaltantes de carros-fortes do sul do Brasil, foi beneficiado nesta segunda-feira com a progressão para o regime semiaberto. Papagaio tem no seu histórico cinco fugas. Destas, duas aconteceram enquanto ele estava no regime semiaberto. Segundo a advogada do apenado, Maria Helena Viegas, ele deve cumprir o restante da pena neste regime, pois mudou muito o seu comportamento nos últimos anos.

— Ele quer trabalhar, estudar e ficar mais próximo da família. Ele tem preocupação com os três filhos que estão em idade escolar e quer acompanhar o crescimento deles — afirma a advogada.

Ela acredita que o suporte e apoio dado pela família dele serão o motivo principal para que não exista uma nova fuga.

— Papagaio está tendo uma chance real de cumprir a pena de forma correta no semiaberto, passando os fins de semana com a família e tendo direito a passeios — afirma.

Maria Helena ainda não conversou com seu cliente sobre a progressão de regime, mas acredita que ele já deva estar sabendo da informação através dos noticiários de televisão ou de rádio. A advogada deve conversar com Papagaio nesta quarta-feira (4).

O Ministério Público ainda não se posicionou sobre a decisão da Justiça. Segundo a assessoria de imprensa do órgão, a Procuradoria de Execuções Criminais ainda não foi intimada da decisão. Somente depois da intimação é que o MP irá se pronunciar.

HISTÓRICO DE FUGAS:

1997 - Papagaio fugiu pela primeira vez, em Santa Catarina, livrando-se das algemas que o prendiam a uma cama de hospital, onde se recuperava de um tiro levado durante um assalto.

1999 - Menos de dois anos depois de começar a cumprir pena no Rio Grande do Sul, conseguiu escapar da Pasc, a mais segura cadeia gaúcha. Ele foi capturado no dia 6 de janeiro de 2000, no litoral catarinense.

2006 - Em junho, foi para o semiaberto, no albergue da Penitenciária Estadual do Jacuí (PEJ). Fugiu três meses depois. Acabou sendo recapturado no dia 28 de novembro de 2006, em Balneário Camboriú (SC).

2007 - Em outubro, pouco mais de um mês depois da nova progressão de regime, o apenado fugiu pela quarta vez. No dia 22, se entregou às autoridades. Foi levado para o Albergue Padre Pio Buck, na Capital.

2008 - Em janeiro, fugiu pela quinta vez, do Instituto Penal Miguel Dario, em Porto Alegre, onde estava havia cerca de um mês. Foi recapturado em 4 de abril, em Tubarão (SC), e levado de volta à Pasc.


COMENTÁRIO DO BENGOCHEA
- ATÉ QUANDO A SOCIEDADE TOLERARÁ LEIS BENEVOLENTES E UM JUDICIÁRIO TOLERANTE E INGÊNUO? QUE JUSTIÇA É ESTA E QUE LEIS SÃO ESTAS QUE PERMITEM PROGRESSÃO DE REGIME PARA BANDIDO CONDENADO A 36 ANOS E 11 MESES POR PRISÃO E LATROCÍNIO E QUE FUGIU 5 VEZES DO SISTEMA PRISIONAL?

E AINDA FALAM QUE A CULPA DA INSEGURANÇA É DAS POLÍCIAS!

2 comentários:

  1. Senhor Jorge, qual sua fornmação acadêmica? Qual o seu conhecimento em relação ao caso concreto?
    Depois de responder estas questões básicas, será possível tecer alguma consideração a um comentário com taman~ha falta de conhecimento técnico e do caso concreto.

    ResponderExcluir
  2. BANDIDO É A POLÍTICA NÃO UM POBRE COITADO LADRÃO DE GALINHA!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir