Aqui você vai conhecer as mazelas que impedem o Poder Judiciário brasileiro de desembainhar a espada da severidade da justiça para cumprir a função precípua da aplicação coativa das leis. Sem justiça, as leis não são aplicadas e deixam de existir na prática. Sem justiça, qualquer nação democrática capitula diante de ditadores, corruptos, bandidos, rebeldes, justiceiros, imorais e oportunistas. O Brasil precisa de uma justiça coativa, proba, célere, séria, confiável e comprometida com as questões nacionais, de direito e de ordem pública, integrada no Sistema de Justiça Criminal.
- Veja no rodapé deste blog a justiça que queremos e a que não queremos no Brasil

segunda-feira, 25 de novembro de 2013

JUIZ DO RS É O NOVO PRESIDENTE DA AMB

ZERO HORA - BLOG DA ROSANE DE OLIVEIRA
24 de novembro de 2013

POR JULIANO RODRIGUES

Juiz do RS é o novo presidente da AMB




Foto: Divulgação

O juiz João Ricardo dos Santos Costa, do Tribunal de Justiça do Rio Grande Sul, assume no próximo dia 17, em Brasília, a presidência da Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB). João Ricardo venceu a eleição, sábado, com 5.628 votos (59,35%) contra 3.746 (39,5%) do candidato da situação, Roberto Bacellar, do TJ do Paraná. Brancos e nulos totalizaram, respectivamente, 75 e 34 votos. Ao todo, 9.483 magistrados escolheram o novo presidente da AMB.

Com um discurso de renovação, João Ricardo vai dirigir a AMB pelos próximos três anos. Aos 52 anos, formado pela PUCRS e juiz desde 1990, é o terceiro gaúcho a presidir a entidade. Antes dele, foram presidentes Milton Martins e Cláudio Baldino Maciel.
A prioridade do novo presidente da AMB é a aprovação da emenda que institui a eleição direta para a presidência dos tribunais.

— Essa escolha pela cúpula é um gueto de ditadura na democracia brasileira — diz João Ricardo, eleito com um discurso de renovacao e de unidade da magistratura.

João Ricardo é titular do 1º Juizado da 16ª Vara Cível de Porto Alegre e professor de Direitos Humanos da Escola Superior da Magistratura. Ex-presidente da Associação dos Juízes do Rio Grande do Sul (Ajuris), ocupou a vice-presidência de Direitos Humanos da AMB de 2008 a 2010. Atuou nas Comarcas de Planalto, Taquari e Canoas.



ZERO HORA 25 de novembro de 2013 | N° 17625 

PÁGINA 10 | ROSANE DE OLIVEIRA

Juiz do RS vence eleição da AMB

O juiz João Ricardo dos Santos Costa, do Tribunal de Justiça do Rio Grande Sul, assume no próximo dia 17, em Brasília, a presidência da Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB). João Ricardo venceu a eleição, no sábado, com 5.628 votos (59,35%) contra 3.746 (39,5%) do candidato da situação, Roberto Bacellar, do TJ do Paraná.

Com um discurso de renovação, João Ricardo vai dirigir a AMB pelos próximos três anos. Aos 52 anos, formado pela PUCRS e juiz desde 1990, é o terceiro gaúcho a presidir a entidade. Antes dele, foram presidentes Milton Martins e Cláudio Baldino Maciel.

A prioridade do novo presidente da AMB é a aprovação da emenda que institui a eleição direta para a presidência dos tribunais.



COMENTÁRIO DO BENGOCHEA - NO GAÚCHA ATUALIDADE DE HOJE, COM ESPERANÇA, OUVI O DR. RICARDO SE MANIFESTAR CONTRA A MOROSIDADE E BUROCRACIA NO JUDICIÁRIO E CONTRA OS PROJETOS PENAIS QUE TRAMITAM NO CONGRESSO QUE VÃO AMARRAR AINDA MAIS  OS JUÍZES E DESACREDITAR A JUSTIÇA. A AMB É UMA ENTIDADE QUE TEM FORÇA E CREDIBILIDADE. HÁ LUZ NO FIM DO TÚNEL.



Nenhum comentário:

Postar um comentário