Aqui você vai conhecer as mazelas que impedem o Poder Judiciário brasileiro de desembainhar a espada da severidade da justiça para cumprir a função precípua da aplicação coativa das leis. Sem justiça, as leis não são aplicadas e deixam de existir na prática. Sem justiça, qualquer nação democrática capitula diante de ditadores, corruptos, bandidos, rebeldes, justiceiros, imorais e oportunistas. O Brasil precisa de uma justiça coativa, proba, célere, séria, confiável e comprometida com as questões nacionais, de direito e de ordem pública, integrada no Sistema de Justiça Criminal.
- Veja no rodapé deste blog a justiça que queremos e a que não queremos no Brasil

quarta-feira, 8 de outubro de 2014

PAGAMENTO DO VERGONHOSO E INJUSTIFICÁVEL BENEFÍCIO

PORTAL SINDJUSRS, 03/10/2014 17:04

PARALISAÇÃO ESTADUAL DOS SERVIDORES DIA 08/10/2014





Prezado colega servidor do Judiciário:

O momento vivido por nós é ímpar e histórico. Há poucos dias fomos tomados de perplexidade com a notícia da liminar do Ministro do STF, Luiz Fux, concedendo o auxílio-moradia de R$ 4.377,73 a toda magistratura. Quase que imediatamente, sem maiores considerações financeiras e orçamentárias, o TJRS e o MP determinaram de forma administrativa o pagamento do vergonhoso e injustificável benefício.

Outros projetos estão em curso, visando a conceder apenas aos juízes elevadas somas do orçamento público, tais como auxílio-alimentação de mil reais, avanços temporais e outras benesses que causam espécie para reles mortais como nós que não temos direito a nada.

Como explicar às camadas mais pobres da população, professores, policiais militares, profissionais da saúde e tantos outros que vivem com parcas condições que a classe mais bem remunerada do serviço público ganhe tantos penduricalhos?

Como explicar a nós, servidores desse judiciário que nos dedicamos e damos a vida pela nossa função e que há anos pleiteamos a remuneração dos nossos plantões, um plano de carreira digno, a recomposição das perdas salariais históricas que já somam mais de 55%, a criação de um substitutivo à URV, a jornada de sete horas, a revisão do auxílio condução para oficiais de justiça, a precarização total e absoluta das nossas condições de trabalho tamanha disparidade?

Nossa mobilização e conscientização é de fundamental importância para que, JUNTOS, reconquistemos nossa dignidade. Várias categorias de outros estados estão promovendo lutas semelhantes. Nessa mesma data, os servidores da justiça federal gaúcha também paralisarão suas atividades.

Vemos cada vez mais muito concedido para poucos, e pouco para muitos. Nossos problemas são sabidos por parcela atenta da sociedade. Mas temos de divulgar e irradiar a nossa insatisfação e nossos reclames para todos tenham ciência do que se passa efetivamente conosco no judiciário.

Portanto, previamente à nossa Assembleia Geral do próximo dia 17/10, convocamos todos os servidores a PARALISAREM SUAS ATIVIDADES NO DIA 08/10/2014, quarta-feira, juntamente com os colegas da justiça federal que assim o farão na mesma data.

Será importante para que o movimento paredista obedeça ao que preconiza a lei, e que 30% dos colegas prestem atendimento nos cartórios e setores de trabalho.

Orientamos os representantes de comarcas e lideranças da categoria a assumirem a tarefa de organizar o movimento nas suas cidades, chamando a imprensa local, informado à sociedade sobre os motivos de nossa paralisação. O nosso movimento somente surtirá efeito, e daí para frente deliberaremos juntos sobre os próximos passos, se todos estiverem unidos e engajados nessa causa.

Nada temos a temer. Apenas o arrependimento de não ter lutado. E sem luta, não há vitória.

O momento é único, nossa causa é justa. Categoria forte e unida conquista seus objetivos.

Que no dia 08/10/2014 seja dado um passo imprtante e definitivo na reconquista da nossa dignidade.



A direção sindical

...........................................................................................................................

Organização dos servidores para o dia 08/10/2014:



1) os computadores deverão ser desligados entre 09 e 18 horas, recomendando-se que apenas um fique ligado para o atendimento dos casos urgentes;

2) piquetes com faixas a serem feitas pelos servidores, bandeiras e balões deverão ser montados na frente de cada fórum. Cada comarca poderá providenciar o material que será ressarcido pelos sindicato, mediante a apresentação de nota fiscal que poderá ser enviada por email (sindjus@sindjus.com.br);

3) será disponibilizada pelo Sindicato carta aberta à sociedade sobre os motivos da nossa paralisação para entrega à população. O custo de impressão da carta também deverá ser custeado pelo sindicato (VER ABAIXO);

4) deverão permanecer nos setores de trabalho 30% dos servidores, por aplicação analógica da Lei de Greve;

5) das 15h às 17h sugerimos que os servidores realizem reuniões setoriais para discussão dos problemas da categoria. Enviamos também em anexo, ata padrão e lista de presenças, as quais deverão ser encaminhadas ao Sindicato para que seja solicitado o abono de ponto neste dia;

6) recomendamos que em cada foro os colegas entrem em contato com as rádios e imprensa local, esclarecendo os motivos pelos quais estamos paralisados nesse dia:

- política salarial permanente de ganho real nos vencimentos, sem parcelamento da infação e que gradativamente reponha as perdas salariais históricas de mais de 54%;

- por um PCS digno, e não o que o TJ pretende nos impor, goela abaixo, com a abertura imediata de mesa de negociação, conforme prometido pela administração;

- pela adoção da jornada de sete horas, como em outros estados;

- fim do estorno do auxílio-alimentação e seu consequente reajuste. Queremos o mesmo valor pretendido pelos juízes (nossas famílias, estômagos e necessidades são as mesmas);

- remuneração dos plantões urgente;

- provimento dos 2.000 cargos vagos de servidores concursados no primeiro grau;

- revisão do auxílio condução para os oficiais de justiça e criação de gratificação para o uso de automóvel do profissional;

7) solicitamos que os colegas enviem fotos e vídeos das manifestações nas suas cidades para publicação nos nossos meios de comunicação.



SUGESTÕES DE FRASES PARA AS FAIXAS:



CHEGA DE PROMESSAS!!! QUEREMOS SER VALORIZADOS DE FATO!!!




SOMOS TODOS TRABALHADORES DA MESMA JUSTIÇA!!!




E O POVO?? AH, O POVO QUE SE FUX!!!




AUXÍLIO-ALIMENTAÇÃO DOS JUÍZES: NOSSOS ESTÔMAGOS SÃO OS MESMOS!!




AUXÍLIO MORADIA DE R$ 4.400,00 É IMORAL!!!




CARTA ABERTA À SOCIEDADE (PARA IMPRIMIR E ENTREGAR NO DIA):

sindjus2.hospedagemdesites.ws/site/arquivos/CARTA ABERTA À SOCIEDADE(4).odt



ATA DE PRESENÇAS A SER ENVIADA AO SINDICATO:

sindjus2.hospedagemdesites.ws/site/arquivos/PONTO PARALELO 08 10 2014.xls

Nenhum comentário:

Postar um comentário