Aqui você vai conhecer as mazelas que impedem o Poder Judiciário brasileiro de desembainhar a espada da severidade da justiça para cumprir a função precípua da aplicação coativa das leis. Sem justiça, as leis não são aplicadas e deixam de existir na prática. Sem justiça, qualquer nação democrática capitula diante de ditadores, corruptos, bandidos, rebeldes, justiceiros, imorais e oportunistas. O Brasil precisa de uma justiça coativa, proba, célere, séria, confiável e comprometida com as questões nacionais, de direito e de ordem pública, integrada no Sistema de Justiça Criminal.
- Veja no rodapé deste blog a justiça que queremos e a que não queremos no Brasil

quarta-feira, 29 de outubro de 2014

JUSTIÇA CONDENA TRÊS REÚS POR MORTE DE EMPRESÁRIA HÁ 11 ANOS NO RS

Do G1 RS 29/10/2014 06h46

Crime aconteceu em abril de 2003 na cidade de Pelotas, no Sul do estado. Os três foram condenados em júri por homicídio doloso qualificado.




J
úri terminou na madrugada desta quarta-feira em
Pelotas (Foto: Reprodução/RBS TV)

Depois de quase 15 horas, chegou ao fim durante a madrugada desta quarta-feira (29) o julgamento de um dos crimes de maior repercussão nos últimos anos em Pelotas, na Região Sul do Rio Grande do Sul. A Justiça condenou os três réus por homicídio doloso qualificado no caso envolvendo a morte da empresária Gleicí Treichel, que foi sequestrada e assassinada em abril de 2003 no município.

Um dos réus, que admitiu em depoimento ter aceitado R$ 60 mil para contratar os dois homens, foi condenado a 12 anos e oito meses de prisão. Os dois irmãos, que negaram participação no crime diante do júri, foram condenados a 16 anos. O ex-marido da vítima, dono de um macroatacado em Pelotas, é suspeito de ter encomendado o crime, mas ingressou com recurso no Supremo Tribunal Federal (STF) e ainda não foi julgado.

O julgamento do caso da empresária começou na manhã de terça-feira (28). O crime aconteceu em 23 de abril de 2003 no Centro de Pelotas. Gleici, que tinha 46 anos, foi sequestrada quando saía de um consultório médico. Horas depois, foi encontrada morta no interior de Capão do Leão, município vizinho.

Nenhum comentário:

Postar um comentário