Aqui você vai conhecer as mazelas que impedem o Poder Judiciário brasileiro de desembainhar a espada da severidade da justiça para cumprir a função precípua da aplicação coativa das leis. Sem justiça, as leis não são aplicadas e deixam de existir na prática. Sem justiça, qualquer nação democrática capitula diante de ditadores, corruptos, bandidos, rebeldes, justiceiros, imorais e oportunistas. O Brasil precisa de uma justiça coativa, proba, célere, séria, confiável e comprometida com as questões nacionais, de direito e de ordem pública, integrada no Sistema de Justiça Criminal.
- Veja no rodapé deste blog a justiça que queremos e a que não queremos no Brasil

quinta-feira, 7 de agosto de 2014

CARTA AO STF

GRUPO GUARARAPES Doc nº 54 – 2014. Dia 8 de julho de 2014

FRANCISCO BATISTA TORRES DE MELO


Excelentíssimos Senhores Ministros do STF


Nossos profundos respeitos e tristezas

DEUS, SALVE O NOSSO BRASIL!!! ELE, SOMENTE, SERÁ, SALVO QUANDO TIVERMOS JUSTIÇA.

Será que os Excelentíssimos Senhores Ministros da Suprema Corte de Justiça do País não viram o Ex. Presidente francês NICOLAS SARKOZY ser preso por prática de tráfego de influência?

Será que os Excelentíssimos Senhores Ministros da Suprema Corte de |Justiça do País tomaram conhecimento do encontro do Ex-Presidente LULA no escritório ou residência do Ex- Ministro do STF NELSON JOBIM a fim de convencer o Exmo. Sr. Ministro GILMAR MENDES para que o mesmo votasse a favor dos criminosos do MENSALÃO e que aquele Ministro revoltado tornou público o ato indigno do Ex. Presidente Lula? Na França, o seu (dela) ex-presidente foi preso; o daqui (LULA) nada acontece como se tudo fosse normal.

Será que os Excelentíssimos Senhores Ministros da Suprema Corte de Justiça do País não sabem que toda a sociedade brasileira toma conhecimento, antecipadamente, dos votos de Suas Excelências, quando está em jogo algo que envolve o governo federal? São tantos a favor e tantos contra.

Será que os Excelentíssimos Senhores Ministros da Suprema Corte do País não têm consciência que eles são Juízes do Brasil, para praticar JUSTIÇA e não para defender interesses escusos de quem quer que seja?

Será que os Excelentíssimos Senhores Ministros da Suprema Corte de Justiça do País entendem que ocupam os mais sagrados cargos da JUSTIÇA BRASILEIRA e que qualquer deslize toda A JUSTIÇA sofrerá descrédito perante o seu povo? O Ministro do STF dá liberdade a um criminoso envolvido no processo do Lava Jato para ser preso, dias depois, pelo juiz do Paraná, baseado em dados fornecidos por país estrangeiro? Não é desmoralizante?

Será que os Excelentíssimos Senhores Ministros da Suprema Corte de Justiça do País pensam que o povo brasileiro é totalmente marginalizado dos princípios comezinhos do direito? Dizer que não houve o crime de QUADRILHA no julgamento do Mensalão é apenas uma total falta de Justiça. Será que os criminosos condenados no MENSALÃO agiram cada um por si? Não é um conto da carochinha?

Será que os Excelentíssimos Senhores Ministros da Suprema Corte de Justiça do País não sabem que um senador da República (do Brasil e não da França) entrou com pedido para a analisar a Constitucionalidade de empréstimos de financiamentos no Exterior, especialmente em CUBA – VENEZUELA E ANGOLA. Para toda a nação Brasileira é um assunto de SEGURANÇA NACIONAL. Há crime por parte do Executivo ou não? Todo mundo sabe que alguém sentou em cima do pedido e só no fim dos séculos, será julgado.

Será que os Excelentíssimos Senhores Ministros da Suprema Corte de Justiça do País, tão defensores da lei, mandaram verificar se entre os presos que cometeram crimes têm o mesmo direito de alguns presos do MENSALÃO de trabalharem fora dos Presídios? A lei não é para todos?

Será que os Excelentíssimos Senhores Ministros da Suprema Corte de Justiça do País não se sentem envergonhado com a não extradição de CESARE BATTISTI? Criminoso na Itália entrou no Brasil com passaporte falso e ainda fica dando palestra como se fosse gente de bem? Será que irão convidá-lo para ensinar aos Excelentíssimos Ministros como condenar criminoso já que aqui é tratado como gente de bem?

Será que os Excelentíssimos Senhores Ministros da Suprema Corte de Justiça do País não entendem que quem ocupa cargo público e faz acordo com bandidos não é mais bandido do que aqueles que não ocupam cargo público? Ministro de Estado envolvido em crime e amigo de bandido não é mais safado do que outro tipo de bandido?

Será que os Excelentíssimos Senhores Ministros da Suprema Corte de Justiça do País colocam a liturgia como superior ao cumprimento da lei? Será liturgia criticar o companheiro que sai? Não é uma falta de liturgia?

Um País onde não se acredita no SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL, nada mais pode se esperar do futuro. Sem Justiça não há LUZ.

Não sei se é carta, manifesto, ou mesmo desencanto, mas sinto que expresso toda uma REVOLTA PROFUNDA DA FALTA DO CUMPRIMENTO DA LEI, COISA SAGRADA NUMA DEMOCRACIA.


A BASE DA SOCIEDADE É A JUSTIÇA; O JULGAMENTO CONSTITUI A ORDEM DA SOCIEDADE: O JULGAMENTO É A APLICAÇÃO DA JUSTIÇA. ARISTÓTELES 
 
O JUIZ NÃO É NOMEADO PARA FAZER FAVORES COM A JUSTIÇA, MAS PARA JULGAR SEGUNDO AS LEIS. PLATÃO

Felicidades majestades da JUSTIÇA.
Felicidades homens da JUSTIÇA.


GENERAL REFORMADO FRANCISCO BATISTA TORRES DE MELO

DOCUMENTO APROVADO PELO GRUPO GUARARAPES
Doc nº 54 – 2014
Dia 8 de julho de 2014

Nenhum comentário:

Postar um comentário