Aqui você vai conhecer as mazelas que impedem o Poder Judiciário brasileiro de desembainhar a espada da severidade da justiça para cumprir a função precípua da aplicação coativa das leis. Sem justiça, as leis não são aplicadas e deixam de existir na prática. Sem justiça, qualquer nação democrática capitula diante de ditadores, corruptos, bandidos, rebeldes, justiceiros, imorais e oportunistas. O Brasil precisa de uma justiça coativa, proba, célere, séria, confiável e comprometida com as questões nacionais, de direito e de ordem pública, integrada no Sistema de Justiça Criminal.
- Veja no rodapé deste blog a justiça que queremos e a que não queremos no Brasil

terça-feira, 9 de novembro de 2010

LUXO PATROCINADO POR EMPRESAS PÚBLICAS E PRIVADAS.


APOIO PRIVADO. Conselho investiga patrocínio a juízes - Zero Hora, 09/11/2010.

O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) vai investigar o patrocínio de empresas públicas e privadas ao 27º Encontro de Juízes Federais, que ocorre de amanhã a sábado, em luxuoso resort na ilha de Comandatuba, na Bahia.

Cada juiz desembolsará apenas R$ 750 e ocupará apartamentos de luxo e bangalôs com diárias que variam de R$ 900 a R$ 4 mil.

Um comentário:

  1. JA PASSOU DA HORA DE COLOCAR UM POUCO DE MORALIDADE NESTE ASPECTO DE PATROCINIOS...

    ResponderExcluir